Home Esportes Conheça os pilotos que formam grid da próxima temporada

Conheça os pilotos que formam grid da próxima temporada

180
0

O início do que promete ser mais uma temporada antológica na Fórmula 1, com a adoção de um novo regulamento técnico que busca revolucionar os carros e aumentar as disputas, está cada vez mais perto. Antes, porém, vale conferir quem são cada um dos 20 pilotos que brigarão por pontos, pódios, vitórias e o título da F1 ao longo das 23 etapas do campeonato 2022. A disputa começa neste fim de semana em 20 de março, com o GP do Bahrein.
Mercedes

Lewis Hamilton entra em sua 16ª temporada como o segundo piloto mais experiente da F1. Vice-campeão mundial de 2021, o britânico de 37 anos é detentor de sete títulos e 103 vitórias, e busca isolar-se como o maior campeão de todos, deixando para trás a marca que divide com Michael Schumacher. Essa será a décima temporada de Hamilton com a Mercedes, atual octacampeã.

George Russell é a cara nova da equipe. Assumindo o lugar de Valtteri Bottas, o piloto de 24 anos vem da Williams, com a qual faturou em 2021 um segundo lugar no GP da Bélgica, seu primeiro pódio e melhor resultado do time desde 2014, e conquistou 15 dos seus 23 pontos no ano. Ele já substituiu Hamilton na Mercedes quando o heptacampeão testou positivo para o coronavírus, no GP de Sakhir de 2020.
RBR
Max Verstappen liderou o time austríaco em seu primeiro título de pilotos desde 2013 e disputará a F1 em 2022 como o homem a ser batido, carregando o número 1 de atual campeão no carro. O holandês de 24 anos representa a nova geração da categoria, mas é um dos pilotos com maior experiência no grid, entrando em sua oitava temporada. Ele é dono de 20 vitórias, 13 poles positions e 60 pódios.

Sergio Pérez conquistou a vaga na RBR após uma inesperada vitória com a antiga Racing Point (hoje Aston Martin) no Sakhir, em 2020. O mexicano fará seu segundo ano com o time, pelo qual faturou a segunda vitória da carreira no Azerbaijão. Iniciando sua 12ª temporada em 2022, ele acumula ainda mais 15 pódios na carreira.

Ferrari

Carlos Sainz iniciou 2021 como recém-chegado na escuderia italiana e fechou o ano vencendo a disputa interna no time. O espanhol de 27 anos conquistou quatro pódios em um campeonato de recuperação para a Ferrari e ficou em quinto lugar no Mundial de Pilotos, duas posições à frente do colega de equipe, que a integra desde 2019. Em oito temporadas, ele já faturou seis pódios.

Charles Leclerc foi tirado da zona de conforto em 2021, sua quarta temporada na F1. O monegasco de 24 anos tem duas vitórias, 13 pódios e nove poles no currículo, mas não ocupa o lugar mais alto do pódio desde o GP da Itália de 2019, quando encerrou o jejum de nove anos da escuderia italiana sem vencer uma prova em sua terra natal.

McLaren

Daniel Ricciardo fará sua 12ª temporada na F1 e a segunda pela McLaren depois de um começo sinuoso na nova equipe. Mas apesar de terminar o ano em oitavo no Mundial – duas posições atrás de Norris -, ele conquistou uma vitória no GP da Itália que encerrou a “seca” da equipe britânica de quase nove anos sem triunfos. O australiano de 32 anos soma oito vitórias, três poles e 32 pódios na carreira.

Lando Norris fechou 2021 como um dos destaques do grid, mesmo com a falta de consistência no fim do ano. O jovem de 22 anos foi o piloto mais regular do começo do campeonato, faturando quatro pódios e brigando por vitória pela primeira vez na carreira, na Rússia. O britânico disputará sua quarta temporada em 2022 e soma, na carreira, cinco provas entre os três primeiros e uma pole position.

Alpine

Fernando Alonso é o mais experiente do grid, com 40 anos e prestes a iniciar sua 19ª temporada na F1. Em seu retorno à categoria em 2021, o bicampeão subiu ao pódio em terceiro, no GP da Arábia Saudita, e terminou o ano em décimo lugar no Campeonato de Pilotos. O espanhol detém um currículo com outros 98 pódios, além de 32 vitórias e 22 poles.

Esteban Ocon foi um dos destaques de 2021 com a surpreendente vitória no GP da Hungria, resultado fundamental para o quinto lugar da Alpine no Mundial de Equipes. O francês de 25 anos vai disputar neste ano sua sexta temporada da F1 e possui no currículo outro pódio, seu primeiro, com um segundo lugar na etapa de Sakhir em 2020.

AlphaTauri

Pierre Gasly segue em mais uma temporada pela equipe – sua sexta, apesar das 12 corridas pela RBR em 2019. O francês de 26 anos conquistou sua única vitória da carreira pela AlphaTauri, no GP da Itália de 2020, e tem outros dois pódios; um deles o terceiro lugar no Azerbaijão, no ano passado. Gasly terminou o último Mundial em nono, conquistando 110 dos 142 pontos da equipe.

Yuki Tsunoda, de contrato renovado, foi um dos três estreantes do último ano. Egresso da Fórmula 2 com apenas uma temporada, o japonês de 21 anos teve problemas em sua adaptação inicial na F1, sofrendo colisões frequentes e chegando a se mudar para perto da fábrica do time em Faenza, na Itália. Apesar disso, ele fechou 2021 com um quarto lugar como melhor resultado, no GP de Abu Dhabi.

Aston Martin

Sebastian Vettel também começou 2021 em um time novo, mas se encontrou após um começo difícil e faturou um segundo lugar no Azerbaijão. Ele repetiu o resultado na Hungria, mas foi desclassificado por terminar a prova abaixo da quantidade mínima de combustível. Tetracampeão pela RBR, o alemão de 34 anos detém 122 pódios, 57 poles e 53 vitórias na carreira e foi 12º no Mundial passado.

Lance Stroll segue na equipe britânica em seu quarto ano de seis temporadas na F1. Filho do proprietário do time, Lawrence Stroll, o canadense acabou superado pelo novo companheiro, terminando 2021 em 13º lugar. O piloto de 23 anos possui três pódios e uma pole no currículo.

Alfa Romeo

Valtteri Bottas e Guanyu Zhou formam dupla da Alfa Romeo na F1 em 2022 — Foto: Alfa Romeo

Valtteri Bottas e Guanyu Zhou formam dupla da Alfa Romeo na F1 em 2022 — Foto: Alfa Romeo

Valtteri Bottas é o grande reforço da equipe para 2022. O finlandês vem da Mercedes com a experiência de dois vice-campeonatos (em 2019 e 2020) e cinco títulos de construtores com o time alemão, de 2017 a 2021. Aos 32 anos, ele disputará sua décima temporada na F1 com dez vitórias, 20 poles e 67 pódios na carreira, o nono entre os dez maiores detentores de pódios na história.

Guanyu Zhou é o único estreante da próxima temporada. Também egresso da F2 – onde terminou em terceiro lugar em 2021 após brigar pelo título com Oscar Piastri -, o piloto de 22 anos será o primeiro chinês a competir na F1. Ele substitui Antonio Giovinazzi, ex-F1 e hoje na Fórmula E.

Haas

Mick Schumacher e Kevin Magnussen, dupla da Haas na F1 2021 — Foto: Hasan Bratic/DeFodi Images via Getty Images

Mick Schumacher e Kevin Magnussen, dupla da Haas na F1 2021 — Foto: Hasan Bratic/DeFodi Images via Getty Images

Mick Schumacher debutou na F1 em 2021 após conquistar o título da F2 do ano anterior. Filho do heptacampeão Michael Schumacher, o jovem de 22 anos chegou mais perto dos primeiros pontos na categoria na etapa da Hungria, na qual chegou em 12º. Apesar disso, correndo com o carro mais debilitado do grid, ficou zerado no campeonato, que terminou em 19º.

Kevin Magnussen inicia em 2022 sua terceira passagem pela F1, substituindo Nikita Mazepin após a saída do russo devido à invasão da Rússia à Ucrânia. O dinamarquês de 29 anos tem 119 GPs no currículo e estreou em 2015 pela McLaren com um segundo lugar. Ele deu lugar a Alonso em 2015, mas ficou no lugar do bicampeão no GP da Austrália após o acidente do espanhol na pré-temporada.

Em 2016, Magnussen retornou e passou a representar a Renault, com uma atuação mais apagada. No ano seguinte, migrou para a Haas e, em 2018, foi destaque da melhor temporada da equipe, quinta colocada no Mundial: pontuou em 11 das 21 corridas e terminou o campeonato em nono lugar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here