Home Política Prefeitura de SP pede exigência de passaporte da vacina contra Covid a...

Prefeitura de SP pede exigência de passaporte da vacina contra Covid a estrangeiros

124
0

A secretaria Municipal da Saúde de São Paulo enviouum ofício ao Ministério da Saúde para pedir que a pasta torne obrigatória a exigência de um passaporte da vacina para todos os estrangeiros que ingressarem no país por aeroportos ou portos.

A gestão municipal teme a entrada de pessoas não vacinadas e o aumento da contaminação, principalmente durante as festas de final de ano e no começo de 2022, com a previsão de realização do carnaval na cidade.

Questionado, o Ministério da Saúde não respondeu se a medida poderá ser colocada em prática – ou por qual razão a exigência não é feita.

Disse, apenas, por meio de nota, que “os critérios para a entrada de estrangeiros ou brasileiros vindos do exterior ao país são elaborados de forma integrada e interministerial, visando sempre a segurança e o bem-estar da população brasileira.”

A gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB) mantém a previsão de realizar o evento na cidade. No início do mês, a prefeitura recebeu 867 inscrições para desfiles de blocos de rua.

A realização da festa depende da situação da pandemia, mas a gestão municipal já sinalizou que o evento deve ocorrer sem restrições sanitárias. A previsão é a de que 15 milhões de pessoas participem do Carnaval 2022 na capital paulista.

Embora as taxas de ocupação estejam baixas e os índices da doença registrem melhoras no comparativo com os piores meses da pandemia, na avaliação de alguns gestores municipais, o momento é de cautela.

Por conta disso, ao menos 58 cidades do estado de São Paulo decidiram cancelar o carnaval em 2022 por conta da pandemia de coronavírus.

Entre elas, estão Botucatu, Sorocaba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano. Também foi cancelado o tradicional carnaval de São Luiz do Paraitinga, que leva multidões às ruas. Será o segundo ano consecutivo que o evento não ocorrerá nesses municípios.

Criação de comitê

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) quer montar um comitê interdisciplinar entre as cidades que realizam os maiores carnavais do país, como São Paulo, Recife, Salvador, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, para tomar decisões de forma conjunta.

O comitê teria como objetivo garantir ações de monitoramento e formulação de políticas de saúde que cumpram recomendações sanitárias para realização de um carnaval seguro do ponto de vista da pandemia. São Paulo, Rio e Recife já aderiram à ideia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here