Home Política Prefeito de SP espera subsídio federal para evitar reajuste da tarifa de...

Prefeito de SP espera subsídio federal para evitar reajuste da tarifa de ônibus

319
0

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse que não está definido que haverá aumento da tarifa de ônibus na capital, que a decisão será tomada entre as prefeituras da região metropolitana e que aguarda subsídio do governo federal.

Nunes tinha declarado que que vê como “inevitável” o aumento da tarifa de ônibus na capital paulista a partir do ano que vem.

“Não existe nada definido que vai ter aumento da tarifa, eu estou ponderando o seguinte, que só esse ano o diesel aumentou 65,2%. Essa decisão vai ser tomada entre as prefeituras da região metropolitana, depende de um conjunto de estudos”, afirmou.

De acordo com Nunes, o custo do sistema de transporte público na cidade com ônibus, diesel, pneu, funcionários e etc custa R$ 8 bilhões por ano. O sistema arrecada R$ 5 bilhões com as passagens pagas pela população e a diferença de R$ 3 bilhões é paga pela Prefeitura em forma de subsídio.

"Se a gente tiver o aumento do custo, dei um exemplo agora importante né, o governo federal acabou não conseguindo segurar, conter, não é nem jogar culpa, é só um dado concreto, não estou jogando a culpa em ninguém, mas 65% do diesel só esse ano, isso gera impacto no custo. Então, ou a gente aumenta o subsídio, que já tá muito elevado, esse ano deve bater em R$ 3,3 bilhões ou faz um ajuste na tarifa. Não tá definido, vamos ver a melhor solução pra essa situação muito séria, mas também uma discussão com os prefeitos da região metropolitana", afirmou.

Nunes afirmou que agurada um subsídio do governo federal para tentar conter o aumento da tarifa.

“A união dos prefeitos nacionais tem uma demanda junto ao governo federal já faz tempo, isso tem sido discutido há muito tempo, pro governo federal ajudar com o subsídio do transporte coletivo, porque quando você faz subsídio do transporte coletivo é uma política pública muito importante.”

“Então existe essa demanda da frente nacional de prefeitos e a gente tem uma expectativa. Por exemplo, se o governo federal ajudar os municípios a subsidiar o transporte, a gente tem uma variante. Outra questão que é importante debater, é necessário a gente pleitear a desoneração da folha de pagamento dos funcionários do sistema de transporte, porque é uma ação pra coletividade.

O valor da tarifa atualmente na cidade é de R$ 4,40 e está congelado há dois anos.

Alta do diesel

Na quinta-feira (4), Nunes afirmou que a alta do preço do diesel deve pressionar o aumento da tarifa em 2022, caso os valores não voltem ao patamar de antes da pandemia.

“Se o preço do óleo diesel voltar ao patamar que estava no início do ano, a gente não vai ter aumento. Agora, a tendência é que o diesel feche o ano aumento 60%. É praticamente impossível você não ter isso refletido na tarifa”, declarou o prefeito em entrevista à Rádio Eldorado.

O prefeito reclamou do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a quem culpou pelo aumento dos combustíveis dizendo que “o governo federal não conseguiu conter” as elevações do valor do diesel.

“Era muito importante não ter aumento de tarifa, mas quando você tem o aumento do diesel que o governo federal não conseguiu conter… A gente ouviu muito discurso anteriormente, mas, na prática, isso não tá acontecendo, é natural que você acabe levando isso para o preço da tarifa. Ou aumentar o subsídio”, declarou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here