Home Política ‘Vacina não vai faltar, em hipótese alguma’, diz Doria

‘Vacina não vai faltar, em hipótese alguma’, diz Doria

273
0

O governador João Doria (PSDB), disse que não há risco de faltar vacinas para imunizar toda a população adulta do estado até o final de setembro, conforme previsão anunciada pelo tucano no último domingo (13).

“Vacina não vai faltar, em hipótese alguma”, disse o governador em entrevista coletiva na sede do Instituto Butantan.

Doria esteve no local para acompanhar a liberação de mais 1 milhão de doses do imunizante ao governo federal.

Conforme mostrou o G1, a antecipação da vacinação contra Covid-19 em São Paulo deve contar com doses já em estoque no estado e, principalmente, com entregas programadas do Ministério da Saúde.

Desde o início do ano, o estado recebeu mais de 25,7 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 do governo federal, e já repassou 22,2 milhões para os municípios, segundo dados extraídos na noite desta segunda (14).

No entanto, mais de 3,5 milhões de doses que foram entregues para o estado ainda não foram repassadas para as cidades, ou ainda não tiveram o repasse registrado em sistema.
Durante a coletiva, o governador disse concordar com a medida tomada pela Prefeitura de São Paulo, que instituiu um sistema de escalonamento para vacinar os próximos públicos-alvo.

“A capital de São Paulo tem um maior número de pessoas nessa faixa etária e, consequentemente, o objetivo da prefeitura foi evitar a formação de filas, escalonando melhor o conforto, a funcionalidade e a previsibilidade da população. E também não vejo a menor razão para problemas em outras cidades que desejarem escalonar sua vacinação dentro do critério onde a data que se inicia a vacinação naquela faixa etária é a mesma pra todas”, afirmou.

A gestão estadual, porém, criticou os municípios que não estão seguindo o cronograma da Secretaria Estadual da Saúde.

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, cerca de 25 municípios da região metropolitana de SP anteciparam a vacinação de grupos elegíveis.

“A campanha de fato ela começa hoje entre 50 e 59 anos e vai até o dia 22. O que acontece, nós temos alguns municípios, e eu vou citar 25 municípios na região metropolitana de São Paulo, que estão vacinando fora dessa faixa etária e que começaram, inclusive, antes do dia de hoje. Eu tenho municípios vacinando com 40 anos. Nós não enviamos essa grade para esses municípios, a grade que foi enviada é uma grade de 50 a 59 anos. Então nós solicitamos que municípios mantenham aquilo que foi abordado dentro do Programa Estadual de Imunização”, afirmou Regiane.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here